Lavoura de soja.

III Reunião de Tecnologias para Cultura da Soja no Cerrado de Roraima

Objetivo é reunir as informações técnicas sobre cultivo da soja e apresentar novas cultivares recomendadas para Roraima

A Embrapa Roraima promoverá nos dias 19 e 20 de Abril a III Reunião de Tecnologias para a Cultura da Soja no Cerrado de Roraima. O objetivo do evento é reunir as informações técnicas relacionadas ao cultivo da soja e apresentar novas cultivares recomendadas para Roraima, buscando a incorporação definitiva da região no cenário produtivo agrícola brasileiro. O evento acontecerá no Auditório da Embrapa, das 8h30 ás 16h30, e é voltado para produtores e pesquisadores da região.

 

Entre os temas que serão abordados estão: aspectos da correção do solo e da adubação química na produção da soja, principais características agronômicas das novas cultivares de soja disponibilizadas para Roraima, proposta de redução dos custos dos insumos para região norte do Brasil, tomada de decisão em manejo integrado de pragas, metodologia para estimar o custo de produção de soja e milho, contexto territorial do uso, ocupação e atribuição das terras para desenvolvimento agropecuário, entre outro temas. Os interessados em participar devem entrar em contato pelo telefone (95)4009-7161.

 

Segundo o pesquisador da Embrapa Roraima e coordenador do evento, Vicente Gianluppi, a realização da terceira edição do evento será uma oportunidade para reunir todos os atores da cadeia produtiva da soja em Roraima, com previsão de participação de produtores também da Venezuela. “É um momento para discutir e disponibilizar novas tecnologias aos sojicultores, com foco na produtividade e rentabilidade, principalmente para o uso do sistema integração lavoura-pecuária, visando produzir o grão na safra e realizar a safrinha com o boi. Este ano iremos apresentar quatro novas cultivares de soja para serem utilizadas no estado, as BRS 8581, BRS 8780, BRS 9180 IPRO, BRS 9383 IPRO, todas desenvolvidas pela Embrapa”.

 

Atualmente a variedade utilizada em Roraima é a BRS Tracajá, também da Embrapa, por ser produtiva e adaptar-se muito bem às condições de solo e clima do Estado, principalmente para áreas de abertura de cerrado. Estima-se que para 2016 o plantio tenha 60% da área cultivada com soja utilizando a BRS Tracajá e 40% com a nova cultivar disponibilizada pela Embrapa no ano de 2015, a BRS 8381.

 

Produtividade

Roraima dispõe de todas as condições para ampliar os investimentos na cultura da soja. Em 2015, segundo o pesquisador Vicente Gianluppi, o estado plantou cerca de 25 mil hectare de soja, com produtividade média de 2.400 quilos de grãos por hectare. Estima-se que para 2016 a área cultivada seja de 22 mil hectare de soja, com uma média de produtividade de 3.000 quilos de grãos por hectare.  Uma das vantagens do estado é a safra invertida. Em maio, quando os sojicultores brasileiros estão concluindo a colheita, os roraimenses iniciam a sua semeadura.

 

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais