Lavoura de soja.

Embrapa lança primeira cultivar de soja do Sistema de Produção Cultivance

A BRS 397CV apresenta alto potencial produtivo e bons rendimentos mesmo com a presença do nematoide de galha

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a BASF apresentam, de 20 a 22 de janeiro, durante o Showtec, em Maracaju, MS, o Sistema de Produção Cultivance. Durante o evento, será lançada a primeira cultivar de soja BRS 397CV, desenvolvida na parceria entre a Embrapa e a Fundação Meridional de Apoio à Pesquisa.

 

A tecnologia estará sendo apresentada em Unidade demonstrativa, semeada em duas épocas diferentes de cultivo. Além disso, os produtores terão a oportunidade de acompanhar, na prática, como funciona esse novo sistema de manejo de plantas daninhas em soja.

 

O Sistema de Produção Cultivance combina a utilização de uma variedade de soja geneticamente modificada de alto potencial produtivo com o uso de um herbicida de amplo espectro de ação para o manejo de plantas daninhas de folhas largas e estreitas. “É com grande satisfação que lançamos no Showtec a primeira soja geneticamente modificada integralmente desenvolvida no Brasil”, diz o chefe-geral da Embrapa Soja, José Renato Bouças Farias.

 

O Sistema de Produção Cultivance é fruto de parceria entre a Embrapa e a Basf e representa um marco para a agricultura brasileira. A partir de agora, os produtores brasileiros passam a ter uma nova opção para rotação de tecnologias para o manejo de plantas daninhas. De acordo Edilson Cotelo, gerente de biotecnologia da BASF, a tecnologia será fundamental para que os sojicultores possam “rotacionar” herbicidas com diferentes mecanismos de ação para evitar a seleção de biótipos resistentes.

 

A cultivar

A BRS 397CV, desenvolvida pela Embrapa, em parceria com a Fundação Meridional apresenta alto potencial produtivo, com bons rendimentos inclusive na presença do nematoide de galha Meloidogyne javanica. A cultivar apresenta boa sanidade e é recomendada para plantio antecipado.

 

A semeadura deve ser feita preferencialmente entre 5 de outubro e 5 de novembro. A BRS 397 CV tem crescimento indeterminado e pertence ao grupo de maturidade 6.2, de ciclo precoce. “É a primeira cultivar que chega ao mercado com a tecnologia Cultivance e já chega com um grande diferencial: é um material derivado da BRS 284, cultivar de soja da Embrapa que vem batendo sucessivos recordes de produtividade”, conta Luis Carlos Miranda, da Embrapa Produtos e Mercado.

 

Deixe seu comentário

Leia mais