Emater lança a variedade de Soja BRSGO 8061, indicada para Goiás

A semente de soja, que levou 11 anos para ser desenvolvida, deverá ser produzida em diversos municípios goianos até 2017

Grãos de soja com um gosto saboroso, alta produtividade e maior rentabilidade ao pequeno produtor. Baseado nesses aspectos, a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) em conjunto com o Centro Tecnológico para Pesquisa Agropecuária (CTPA), apresentou na última terça-feira (8/3), a Soja BRSGO 8061. O produto foi apresentado durante a 1ª Visita Técnica ao Programa de Melhoramento de Soja da Emater, realizada da Estação Experimental de Senador Canedo.

 

O objetivo do evento foi apresentar a produtores e servidores da Emater cultivares desenvolvidas nos projetos de pesquisa da Agência. Segundo a diretora de Pesquisa Agropecuária da Emater, Maria José Del Peloso, a soja lançada levou 11 anos para ser desenvolvida, entre as fases de avaliação e seleção. “Esse tipo de cultivar é ideal para a alimentação humana já que não apresenta a enzima lipoxigenase, responsável por dar um sabor amargo à soja”, explicou a diretora.

 

De acordo com o presidente da Emater, Pedro Arraes, é previsto que até o ano de 2017, as sementes da soja BRSGO 8061 sejam produzidas em diversos municípios goianos. “A cultivar é interessante também para o pequeno produtor. Nosso intuito é lançar essa soja, que agrega valor e renda ao agricultor familiar, em outras regiões do estado”, destacou Arraes.

 

Vantagens

Ainda de acordo com Maria José Del Peloso, a cultivar BRSGO 8061 apresenta outras vantagens para o pequeno produtor. “Além de apresentar um gosto saboroso para a alimentação humana, ela é tão produtiva quanto outras já disponíveis no mercado”.

 

A diretora destacou também que não são necessários cuidados diferentes além dos já conhecidos por produtores de soja. “O agricultor familiar que já está habituado com o cultivo de soja não terá muitas dificuldades na condução dessa produção”, explicou Del Peloso.

 

Segundo a coordenadora da visita, Isadora Sanchez, a soja BRSGO 8061 apresenta um tempo de colheita médio. “O produtor que optar por essa cultivar poderá fazer até duas safras no mesmo ano”, enfatizou Sanchez.

 

Do município de Ceres, o pequeno agricultor de soja, Fábio de Assis, acompanhou o lançamento da soja BRSGO 8061. Segundo o produtor, que também busca inovações nas práticas rurais, ações como essas são vistas com bons olhos. “Por meio da Unidade Local da Emater em Ceres, soube do lançamento desse novo tipo de soja e achei interessante conhecer. O produtor rural precisa buscar melhorias nas condições produtivas e pelo observado, esse novo tipo de soja atende o que buscamos: melhores preços, alta produtividade e boa saída no mercado”, destacou Assis.

 

 

Deixe seu comentário