Vacinação
DATA: 05/01/2016

Em São Paulo, 99% dos bovídeos foram vacinados contra a febre aftosa

Dados apontam que 10.280.507 bovídeos foram vacinados contra a febre aftosa em todo o Estado de São Paulo

Dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) apontam que 10.280.507 bovídeos (bovinos e bubalinos) foram vacinados contra a febre aftosa em todo o Estado. O número representa 99,03% do total de envolvidos na etapa, 0,01% maior que o último índice alcançado nesta mesma etapa, em 2014.

 

Ao todo, foram imunizados 10.194.260 bovinos e 86.247 bubalinos. Das 132.145 propriedades rurais registradas pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da CDA, 127.205 propriedades, ou seja, 96,26% apresentaram registro de vacinação.

 

Foram fiscalizadas 46 propriedades, totalizando 1.979 animais, e 1.155 propriedades tiveram vacinação assistida, com 78.192 animais vacinados. O coordenador da CDA, Fernando Gomes Buchala lembra que o Estado de São Paulo não registra focos da aftosa há 19 anos “porque a cadeia produtiva está atenta e consciente da importância de manter a sanidade dos rebanhos”, afirma.

 

Dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostram a importância do rebanho brasileiro de bovídeos, com 212,3 milhões de cabeças. O Estado de São Paulo se destaca neste cenário como o oitavo maior produtor de bovinos e o sexto maior produtor de bubalinos, o que potencializa a responsabilidade.

 

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, enfatizou a importância da vacinação do rebanho. Ele destacou que a bovinocultura é a segunda atividade do agronegócio paulista em importância econômica. “É preciso estar atento à sanidade animal, para que nenhuma doença comprometa os rebanhos, com reflexos negativos na renda do produtor e para os agronegócios”, diz.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais