Suíno
DATA: 12/02/2016

Cotações dos suínos são as menores desde 2013

Em São Paulo, colaboradores do Cepea confirmam a entrada de animais e de carne vindas do Sul a preços mais competitivos

Os preços do suíno vivo seguem em queda em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. Em Santa Rosa (RS) e Patos de Minas (MG), as cotações dessa quinta-feira (11/02), são as menores, em termos reais (IGP-DI jan/16), desde julho de 2013. Naquele período, o setor atravessava uma crise decorrente do embargo da Ucrânia (de março a junho/13), então principal comprador da carne suína brasileira.

 

Segundo pesquisadores do Cepea, a oferta de animal vivo está elevada principalmente no Paraná, onde a produção tem aumentado nos últimos anos e, recentemente, devido aos altos custos de produção, suinocultores – sobretudo independentes – têm adiantado a venda dos animais com peso próximo ao ideal para abate.

 

Para agravar, as exportações do Estado em janeiro foram estáveis em relação a dezembro (+0,3%), limitando o escoamento externo e sobrecarregando a disponibilidade de animais e carne em outros estados. Em São Paulo, por exemplo, colaboradores do Cepea confirmam a entrada de animais e de carne vindas do Sul a preços mais competitivos.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais