DATA: 17/12/2015

Cotações do suíno vivo sofrem recuo na primeira quinzena do mês

Nesta parcial de dezembro, as baixas refletem principalmente a demanda retraída de frigoríficos, que têm adquirido lotes de forma pontual

Os preços do suíno vivo encerram a primeira quinzena de dezembro em queda na maioria das regiões, indo contra o comportamento típico do período. No Estado de São Paulo, os valores do animal só acumularam recuo na primeira quinzena de dezembro em 2005, 2008 e 2010.

 

Segundo levantamento divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), nesta parcial de dezembro, as baixas refletem principalmente a demanda retraída de frigoríficos, que têm adquirido lotes de forma pontual, relatando vendas da carne no mercado interno menores do que o esperado até o momento.

 

Como resultado, suinocultores registram relativa sobra de animais nas granjas. “Entre 30 de novembro e 15 de dezembro, o animal se desvalorizou 1,7% na média do estado de São Paulo, a R$ 4,11 por quilo na terça-feira (15/12). No mesmo intervalo do ano passado, a variação era positiva, em 0,7%. Desde 2010, os valores do vivo não acumulavam queda e naquele ano, o recuo foi de 9%”, diz o Cepea.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.