Lavoura de soja.
DATA: 21/12/2015

Cotações da soja se mantêm firmes, mas clima ainda preocupa

Os próximos dias devem ser decisivos para a produtividade da temporada, principalmente em Mato Grosso e no Paraná, primeiros Estados a semearem a oleaginosa

Nesta reta final de cultivo da soja da safra 2015/2016, o clima ainda vem preocupando. Os próximos dias devem ser decisivos para a produtividade da temporada, principalmente em Mato Grosso e no Paraná, primeiros Estados a semearem a oleaginosa.

 

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), no Nordeste do País, o baixo volume de chuva também está deixando o sojicultor em alerta. Além dessas incertezas, o dólar firme também ajuda a sustentar os preços no Brasil.

 

“Quanto aos preços, entre 11 e 18 de dezembro, o Indicador da soja Paranaguá Esalq/BM&FBovespa, referente ao grão depositado no corredor de exportação e negociado na modalidade spot subiu 0,64%, a R$ 80,79 por saca de 60 quilos na sexta”, diz o Cepea. A média ponderada da soja no Paraná, refletida no Indicador Cepea/Esalq, avançou 1,1% em sete dias e fechou a R$ 77,19 por saca na sexta (18/12).

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.