DATA: 03/12/2015

Cooperativa inaugura condomínio com ordenha robotizada

O projeto quer reunir produtores em torno de um empreendimento de produção associativa e visa o aumento da renda dos associados

A Dália Alimentos inaugura, no próximo dia 10 de dezembro, o primeiro Condomínio com Ordenha Robotizada executado de forma associativa. Trata-se de um empreendimento instalado no município de Nova Bréscia (RS), o primeiro de um total de quatro projetos, que demandaram um investimento de R$ 20 milhões por parte da cooperativa.

 

Os outros três projetos estão localizados nos municípios de Roca Sales, na localidade de Linha Barão do Triunfo; de Arroio do Meio, na comunidade de Passo do Corvo; e Candelária, na localidade de Linha Boa Vista.

 

O projeto de Nova Bréscia, primeiro a ser inaugurado, foi edificado na localidade de Linha Tigrinho Baixo, numa área de 13 hectares, distante cinco quilômetros da sede do município, e caracteriza-se como o único do Brasil e da América Latina constituído por pequenos produtores de leite associados. O empreendimento utilizará robôs na ordenha das vacas, os quais são importados da Suécia e levam a marca DeLaval. A capacidade total do pavilhão é para alojar 262 animais.

 

Entretanto, devido ao início das atividades e à fase de adaptação, no momento encontram-se no condomínio 115 vacas em lactação e 66 animais entre vacas secas e novilhas. A produção atual é de 2,5 mil litros, com estimativa de atingir 6,5 mil litros em sua capacidade máxima.

 

O Projeto Associativo de Produção Leiteira com Ordenha Robotizada busca reunir produtores em torno de um empreendimento de produção associativa e visa o aumento da produtividade e da renda dos associados. Os produtores serão sócios do condomínio e responsáveis pela alimentação e aquisição das vacas. Eles participarão através da aquisição de cotas, de acordo com o número de animais que alojarão.

 

Cada projeto recebeu investimento de R$ 5 milhões, financiados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia. O valor foi utilizado para a aquisição de 12 conjuntos de robôs VMS DeLaval, sendo três para cada condomínio, além da edificação dos pavilhões com 120 metros de comprimento cada, silos, habitação para os funcionários, máquinas, equipamentos, programas e sistema de informática, entre outros.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais