Lavoura de trigo.
DATA: 09/12/2015

Com o final de ano, comercialização do trigo segue lenta

Porém, produtores acreditam em alta dos preços nas próximas semanas, fundamentados na necessidade de trigo de boa qualidade por parte dos compradores

As negociações do trigo estão ocorrendo de forma pontual no mercado brasileiro. Por conta do final de ano, muitos moinhos estão sofrendo redução no ritmo de compra. Entretanto, produtores acreditam em alta dos preços nas próximas semanas, fundamentados na necessidade de trigo de boa qualidade por parte dos compradores ainda ativos.

 

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os preços têm apresentado comportamentos distintos entre as regiões. O Paraná é o Estado brasileiro que detém grande parte do cereal de boa qualidade, já no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, as perdas e os prejuízos da safra se tornaram evidentes com o avanço da colheita.

 

“Assim, no Paraná, as cotações são pressionadas pela baixa demanda deste momento e pela maior intenção de produtores em negociar. Já no Rio Grande do Sul, mesmo com moinhos abastecidos, os preços têm se sustentado, devido à baixa oferta de cereal de qualidade”, diz o Cepea.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais