aplicativo do boi - bovinos - farming brasil
DATA: 04/02/2016

Com frangos e suínos mais baratos, carne bovina perde competitividade

A diferença de preços do dianteiro bovino em relação ao frango inteiro resfriado e à carcaça especial suína é recorde

Nos segmentos de reposição e de animais para abate, o movimento foi de alta na virada do mês. Operadores comentam que tem havido aumento da demanda por bezerros, dado que as pastagens estão se recuperando. Apesar disso, persistem as dúvidas quanto ao retorno a ser obtido diante dos preços pagos atualmente – considerados altos.

 

Competitividade

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), com relação à carne com osso, a diferença de preços do dianteiro bovino em relação ao frango inteiro resfriado e à carcaça especial suína é a maior para um mês de janeiro de toda a série Cepea. A perda de competitividade da carne bovina se explica pela valorização que teve em janeiro, período em que as substitutas recuaram.

 

Com relação ao mercado de animais para abate, o Indicador Esalq/BM&FBovespa (Estado de São Paulo) segue predominantemente em alta de 0,9% nos últimos sete dias, a R$ 151,95 na última quarta-feira (03/02). Com disponibilidade limitada de animais prontos para abate, muitos pecuaristas mantêm-se recuados, o que favorece os ajustes da arroba.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais