DATA: 19/01/2016

Colheita limitada da cana provoca alta de preços do etanol

Entre 11 e 15 de janeiro, o Indicador Cepea/Esalq do hidratado (Estado de São Paulo) foi de R$ 1,8607 por litro, aumento de 4,1%

Na semana passada, as chuvas ocorridas nas principais áreas produtoras limitaram a colheita de cana-de-açúcar. Como resultado, a oferta de etanol continua relativamente pequena, o que tem sustentado o movimento de alta dos preços tanto do hidratado como do anidro.

 

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), parte das usinas programou as vendas ao longo da temporada, seja por questões financeiras ou por capacidade de armazenamento. Entre 11 e 15 de janeiro, o Indicador Cepea/Esalq do hidratado (Estado de São Paulo) foi de R$ 1,8607 por litro, aumento de 4,1% em relação ao da semana anterior. Para o anidro, a alta foi de 3,2% em igual comparativo, com o Indicador da última semana a R$ 2,0789 por litro.

 

A valorização da última semana também está relacionada com a demanda que, até terça-feira (12/01), vinha se mantendo aquecida. “Além da reposição dos estoques comercializados no fim de 2015, distribuidoras optaram por adiantar algumas aquisições, temendo novos aumentos nas cotações. Já de quarta-feira em diante, a demanda diminuiu, mas os preços ofertados seguiram firmes”, diz o Cepea.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais