DATA: 20/10/2015

CNA inicia gestão de Sistema de Rastreabilidade de raças bovinas

Informações sobre a certificação da carne brasileira estão disponíveis no Canal do Produtor

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) iniciou na prática a gestão dos protocolos de rastreabilidade de adesão voluntária de raças bovinas no país. A iniciativa se apoia em parcerias entre a entidade, como gestora, e as associações de criadores, que devem comprovar a origem da raça, repassando aos frigoríficos as garantias de origem necessárias para os serviços de inspeção federal. Assim, a CNA lançou um endereço eletrônico que constarão todas as informações necessárias para consulta sobre os protocolos, disponível http://www.canaldoprodutor.com.br/frigorificos.

 

Desta forma, a CNA vai disponibilizar informações atualizadas sobre todos os protocolos de rastreabilidade aprovados, de maneira a dar aos produtores e frigoríficos dados detalhados sobre os protocolos aprovados. Quem acessar o endereço eletrônico encontrará as associações de raças responsáveis pelos protocolos, telefones, meios de contato, requisitos necessários para a classificação, indicação racial para cada raça e inteiro teor do protocolo e, ainda, a lista de frigoríficos participantes.

 

Com essas informações, destaca a CNA, “qualquer cidadão terá acesso aos requisitos utilizados para a classificação dos animais das diferentes raças”. Os protocolos, viabilizados após a implementação da Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), desenvolvida pela CNA com o objetivo de formar uma base unificada de dados sobre o rebanho bovino no país, são resultados de anos de negociação e implicam em uma revolução na gestão e identificação das raças bovinas no Brasil.

 

Dois protocolos já foram formalizados sob a gestão da CNA, com as raças Angus e Hereford. Estes acordos dão início a uma nova era de transparência, informação e segurança aos consumidores de cortes de alta qualidade no país.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais