DATA: 26/02/2016

Clima beneficia colheita das lavouras de milho no Rio Grande do Sul

Os índices de produtividade e qualidade do milho são positivos, enquanto as plantações de soja também estão se desenvolvendo bem

De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar na quinta-feira (25/02), as condições climáticas registradas na última semana contribuíram com os produtores gaúchos que investem nos principais grãos de verão. Com o clima favorável, os produtores de milho puderam dar seguimento à colheita da área de milho safra.

 

Milho

Os atuais índices de produtividade e qualidade estão trazendo otimismo aos agricultores, gerando expectativa de que o quadro se mantenha até o final da safra. Como exceção, algumas áreas pontuais da região Sul apresentam deficiência de chuvas, o que gera déficit hídrico e prejudica a cultura e sua produção, explicam os técnicos da Emater/RS-Ascar.

 

Principalmente na metade Norte do Rio Grande do Sul, os produtores estão acelerando a colheita do grão para liberar as automotrizes para a colheita da soja, que se aproxima. Nessa semana, o milho manteve o comportamento anterior, com alta na cotação da saca de 60 quilos, subindo mais 3,98%, elevando o preço a R$ 36,28.

 

Soja

Também beneficiada pelas condições meteorológicas, a cultura da soja segue em sua evolução, mantendo-se majoritariamente nas fases de floração e principalmente em enchimento de grãos, mas já acusando 10% da área madura e pronta para ser colhida e 1% já colhido, no Noroeste do Estado.

 

Arroz

Em relação ao arroz, a maior parte da lavoura do Estado encontra-se nas fases de emborrachamento, floração e enchimento de grãos, já apresentando 4% do produto colhido. As condições climáticas continuam favorecendo a evolução das plantas, a realização de tratos culturais, e também os trabalhos de colheita nas áreas semeadas em setembro. Os dias com alta luminosidade e temperatura foram benéficos para as lavouras que se encontram em floração e maturação dos grãos (período reprodutivo), salienta o Informativo.

 

Os orizicultores das áreas do Médio Litoral e no entorno da Lagoa dos Patos aproveitaram a semana para efetuar manejo da água de irrigação e aplicação de fungicida para prevenção da brusone. A colheita já se encontra em andamento em Itaqui, São Borja, Maçambará e em Uruguaiana, na Fronteira Oeste.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais