DATA: 14/02/2016

Casal investe na comercialização de coco em Rio Branco

Há quase quatro anos, o casal cultiva coco, com plantio em cinco hectares

O casal Celene e Francisco Faria tem uma produtiva propriedade rural, situada às margens da AC-407, no município de Rodrigues Alves, onde sempre plantou inhame, melancia, pimenta, cebola e abacaxi, entre outras. Há quase quatro anos acreditou no lançamento do programa do coco pelo governo do Estado, aproveitou o incentivo e plantou cinco hectares.

 

E os frutos começam a aparecer. São cerca de mil pés de coco, todos carregados. Segundo conta Celene, uma primeira carga de 800 cocos foi vendida para Rio Branco, tendo recebido R$ 1,50 por unidade. Em Cruzeiro do Sul também estão aparecendo pedidos. No dia 2 de fevereiro, o casal vendeu 300 cocos para um comerciante local. “Nós tivemos o apoio, batalhamos muito no coqueiral, mas estamos animados. Já estamos começando a colher e isso nos ajuda nas despesas”, conta a agricultora.

 

Apoio técnico

O agrônomo da Secretaria de Agricultura e Pecuária (Seap), Genilson Maia, conta que os produtores que aderiram ao programa do coco receberam toda orientação relacionada aos tratos culturais, manejo, adubação. Os coqueirais que vingaram continuam recebendo o acompanhamento dos técnicos da secretaria. Maia explica que cada coqueiro pode produzir entre 100 a 200 cocos por ano.

 

Iniciado em 2012, o programa do coco trouxe 86 mil mudas da Paraíba, que foram distribuídas entre os produtores interessados. Além das mudas, o governo fez a preparação do solo com a aplicação de calcário.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.