carnaval 2017 - carnaval 2018

Carnaval 2018: agronegócio será valorizado por escolas de samba

O agronegócio volta a ser tema de alguns enredos e também será representado em alas carnavalescas

A menos de um mês para o Carnaval 2018, as escolas de samba que desfilam no Rio de Janeiro e em São Paulo estão fazendo os últimos preparativos para o feriado festivo. De forma recorrente, o agronegócio serve de inspiração para as escolas de samba. O campo surge como temas de alguns enredos e também será representado em alas carnavalescas. No carnaval paulistano, duas escolas de samba vão valorizar o setor, a Rosas de Ouro e a Dragões da Real. Já no Rio de Janeiro, o enredo da Mocidade Independente de Padre Miguel tem tema que fará alusão ao agronegócio.

 

Música caipira no Carnaval 2018

Em São Paulo, a escola de samba Dragões da Real vai dedicar o desfile do Carnaval 2018 à música caipira. Com o enredo “Minha música, minha raiz. Abram a porteira para essa gente caipira e feliz”, eles estão preparados para homenagear a música sertaneja. De acordo com a sinopse da escola, a origem da explosão musical que leva multidões de pessoas pelos palcos de todo o Brasil, já foi vista pejorativamente como “música rural”, “do campo” e popularmente é conhecida como música caipira.

 

“Com seu jeito simples de contar e cantar a vida, as modas de viola saíram do campo e festas religiosas e ganharam o mundo. É através da Música Caipira que o homem simples do campo expressa seus sentimentos e conta seus “causos” e histórias. Hoje o carnaval se rende a esta manifestação musical que ganhou o mundo com suas melodias e letras peculiares, vem cantar e contar, as origens, conquistas e vitórias da Música Caipira”, informa a Dragões da Real. O desfile da escola está marcado para o sábado (10/02), às 03h55. Ouça o samba enredo aqui.

 

Homenagem aos caminhoneiros

No Carnaval 2018, os caminhoneiros serão homenageados pela escola de samba paulista Rosas de Ouro. Com o enredo “Pelas estradas da vida. Sonhos e aventuras de um herói brasileiro”, a escola de samba vai falar desses profissionais que trabalham nas rodovias brasileiras e são de extrema importância para diversos setores, especialmente para o agronegócio.

 

A “Ala do Charme” trará fantasias que retratam roupas do campo, mostrando também os alimentos que são produzidos nas lavouras brasileiras e transportados pelos caminhoneiros. Segundo a sinopse divulgada pela escola de samba Rosas de Ouro, quase 60% de toda a mercadoria que circula no Brasil é transportada por caminhoneiros.

 

“Basta olharmos para dentro das nossas próprias casas para perceber que quase tudo que temos ou consumimos chegou até nós por meio de um caminhão”, informa a sinopse do desfile. “Os caminhoneiros movimentam a economia e colaboram diretamente para o crescimento do país ao escoar a produção agrícola e movimentar bens de consumo que abastecem as cidades, seja no território nacional ou em regiões de fronteiras.” No Carnaval 2018, a paulistana Rosas de Ouro desfila no Sambódromo do Anhembi na sexta-feira (09/02), às 4h40. Ouça o samba enredo aqui.

 

Carnaval indiano na Sapucaí

A escola carioca Mocidade Independente de Padre Miguel, que desfila na Sapucaí, no Rio de Janeiro, vai dedicar o desfile do Carnaval 2018 aos indianos. A escola preparou uma homenagem com o enredo “Namastê… A estrela que habita em mim saúda a que existe em você.” Na sinopse do enredo, a escola destaca principalmente as riquezas agrícolas da Índia, como a cana-de-açúcar, que é uma cultura agrícola de grande importância para o país asiático.

 

Além disso, a Mocidade vai destacar o comércio de tecidos e também de especiarias, como a pimenta-do-reino, a noz-moscada, o gengibre, o cravo e a canela. O enredo ainda trata da pecuária, ao lembrar dos zebuínos que desembarcaram no Brasil vindos da Índia, com o guzerá e o giro, que deram origem ao indubrasil. A escola desfila no domingo (11/02), às 4h30. Ouça o samba enredo aqui.

 

O agronegócio no carnaval

Essa não é a primeira vez que o agronegócio inspira desfiles de escolas de samba. Em 2013, no Rio de Janeiro, a escola de samba Vila Isabel venceu o carnaval com o enredo “A Vila canta o Brasil celeiro do mundo – água no feijão que chegou mais um”, que exaltou a agricultura. No mesmo ano, a Beija-Flor foi vice-campeã com um enredo sobre cavalos mangalarga marchador. Já no carnaval paulista, foi a Vai-Vai que investiu em um tema do campo ao fazer um desfile valorizando os vinhos brasileiros.

 

No carnaval 2016, no Rio de Janeiro, a Imperatriz Leopoldinense entrará na Sapucaí com o enredo “É o amor que mexe com minha cabeça e me deixa assim… Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasil”, para falar do estilo de vida no campo. Já em São Paulo, a X-9 Paulistana escolheu como tema o açaí e terá um enredo que exalta Belém do Pará. No grupo de acesso, a paulista Mancha Verde vai falar sobre Mato Grosso com o enredo “Mato Grosso, uma Mancha Verde no coração do Brasil.”

 

Em 2017, no entanto, o carnaval gerou polêmica por causa do tema da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro. Com o enredo enredo “Xingu o clamor que vem da floresta” no Carnaval 2017, a escola desfilou na Sapucaí com duas alas que criticaram os produtores rurais e a aplicação de defensivos químicos.

 

Conheça a revista Farming Brasil!

Farming Brasil. Ano 1, edição 3.
Farming Brasil. Ano 1, edição 3.

A terceira edição da revista Farming Brasil tem reportagem de capa sobre a plantabilidade da soja, com um dossiê completo para avaliar o solo, regular as plantadeiras, capacitar o operador da máquina e plantar com qualidade.

A revista conta também com um robusto especial sobre pecuária. A terceira edição apresenta tecnologias para as máquinas agrícolas, como os pneus radiais e as esteiras de borracha para colheitadeiras de grãos, sistemas de irrigação, tecnologia de aplicação de fertilizantes a taxa variável, energia solar e muito mais! Para adquirir a revista (R$ 14,90 + frete de R$ 6,50), clique aqui para enviar o seu pedido.

 

Cadastre-se para receber notí

 

Leia mais