Lagarta do cartucho. Pragas
DATA: 29/01/2016

Campanha promove o controle das lagartas do milho no Rio Grande do Sul

O controle biológico consiste em liberar na lavoura espécies de vespas hospedeiras que parasitam as lagartas

A Emater-RS-Ascar está promovendo uma campanha de controle biológico das lagartas do milho. O projeto acontece em parceria com o Sindicato Rural e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Francisco de Paula. O controle biológico consiste em liberar, no ambiente, espécies de vespas hospedeiras, que parasitam as lagartas que causam importantes danos econômicos na cultura do milho. “A ação desta vespa se dá pela postura de seus ovos no interior dos ovos das lagartas, desta forma, a larva da vespa se alimenta do ovo da lagarta, controlando a mesma”, diz Jean Carlos de Matos, técnico da Emater-RS-Ascar de São Francisco de Paula.

 

Na safra 2014/2015, a tecnologia foi utilizada em 56 hectares de milho em São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul, a partir de parceria da Emater-RS-Ascar e Sindicato Rural, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Neste ano, foram aplicadas cartelas em 60 hectares de milho, em diversas localidades do município. “

 

Os produtores vêm adotando essa tecnologia devido aos seus benefícios financeiros e ecológicos. “Os que já a utilizam estão bastante satisfeitos com os resultados”, afirma Matos. Segundo ele, espera-se uma crescente demanda pela tecnologia, reduzindo custos os de produção, o impacto ambiental e melhorando a qualidade de vida dos produtores.

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.