café

Café arábica volta a fechar cotação acima dos R$ 500 por saca

Houve um maior volume de negociações envolvendo tanto cafés finos quanto os de qualidade intermediária

Os preços do café arábica estão em alta no mercado brasileiro. Nessa quarta-feira, 16, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 504,17/saca de 60 kg, avanço de 3,57% frente ao da quarta-feira anterior. O Indicador não fechava acima dos R$ 500,00 desde o final de janeiro.

 

Segundo pesquisadores do Cepea, a alta de ontem (de 1,56%), especificamente, esteve atrelada ao forte aumento nos valores externos da variedade. Nesse cenário, houve um maior volume de negociações envolvendo tanto cafés finos quanto os de qualidade intermediária. Quanto às exportações brasileiras de café verde (arábica e robusta) da atual temporada 2015/16 (julho/15 a fevereiro/16) acumulam praticamente o mesmo volume da safra anterior, que foi recorde.

 

A grande diferença desta temporada fica por conta da quantidade exportada de robusta, que está quase 30% inferior à da safra passada, em decorrência da oferta limitada da variedade e dos maiores embarques do Vietnã. De acordo com o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil), saíram de portos brasileiros 22,39 milhões de sacas de 60 kg de café verde na parcial desta temporada, 5,32 mil sacas a mais que no mesmo período da safra passada (ou ligeiro crescimento de 0,02%).

 

Somente em fevereiro, período em que a disponibilidade de café costuma ser baixa, foram 2,43 milhões de sacas de arábica, leve aumento de 0,87% frente a fevereiro de 2015; já de robusta, foram apenas 67,6 mil sacas, recuo de 73%.

 

Deixe seu comentário

Leia mais