Café
DATA: 11/01/2017

Café: preço do arábica reage e volta a superar o do robusta

A alta nos preços da variedade está atrelada à baixa oferta de robusta no mercado interno SF Agro (contato@sfarming.com.br)

O ano começa com forte reação dos valores do café arábica, que voltam a superar os preços do robusta. Segundo o Cepea, a alta nos preços do arábica está atrelada à baixa oferta de robusta no mercado interno e aos estoques justos. Nessa terça-feira (10/01), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 509,37 por saca de 60 quilos, expressivo aumento de 7,8% em relação ao fechamento da terça anterior.

 

Cotações do café robusta

O Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima (a retirar no Espírito Santo), por sua vez, fechou a R$ 499,57 por saca de 60 quilos na terça-feira, alta de 1,57% em relação à terça anterior. Conforme pesquisadores do Cepea, essa retomada das altas do arábica elevou um pouco a liquidez no mercado. Contudo, os atuais patamares de preços ainda não agradam boa parte dos vendedores, principalmente os de cafés mais finos. Quanto ao robusta, as elevações refletem principalmente a baixa oferta e a retração de vendedores, que estão à espera de preços maiores para negociar.

 

Leia mais:

Percevejo da soja: 7 fatos para tratar a praga que prejudica as plantações

Piscicultura: tecnologia com bioflocos permite reúso de água por três anos

O sonho da pulverização de precisão se tornou realidade

Cientistas desenvolvem metodologia inédita para controlar a mosca branca

Vai faltar água nas lavouras brasileiras?

8 tecnologias para controlar a ferrugem asiática na safra de soja 2016/17

Adesivo detecta o cio das vacas e pode melhorar os índices reprodutivos

7 dicas para ter sucesso na plantação de tomate cereja

Lagarta-do-cartucho: 9 fatos para combater a pior praga do milho

Clima favorece o desenvolvimento da ferrugem asiática

 

Cadastre-se para receber notícias gratuitamente por e-mail: sfagro.com.br/cadastro

O que você gostaria de ler? Para pedir uma reportagem, clique aqui e envie uma mensagem para a redação da Successful Farming Brasil.


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.