Brasil participa da Conferência Mundial do Café na Etiópia

Países produtores debatem cenário e tendência do mercado global do grão

A 4ª Conferência Mundial do Café e a 116ª Sessão do Conselho Internacional do Café estão sendo realizadas em Adis Abeba, na Etiópia, até a próxima sexta-feira (11). Os encontros, promovidos pela Organização Internacional do Café (OIC), reúnem representantes de mais de 72 países-membros que discutem temas como sustentabilidade do café, tendências do consumo mundial, comércio do café especial, mudanças climáticas, papel da inovação e políticas públicas no aumento da produtividade e preços do café e volatilidade. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) está representado no encontro pelo assessor Eduardo Sampaio, da Secretaria de Política Agrícola.

 

A produção mundial de café na safra 2015/16 deve totalizar 143,4 milhões de sacas de 60 kg, estimou a OIC na abertura da conferência, nessa segunda-feira (7). Isso corresponde a um aumento de 1,4% em relação ao período anterior (141,4 milhões de sacas).

 

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café e o segundo maior consumidor. Em 2015, a safra chegou a 43,24 milhões de sacas de 60 quilos de café arábica e conilon. Cerca de 98% da produção está em Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Rondônia, Paraná e Goiás. A cultura ocupa uma área de 2,2 milhões de hectares.

 

Saiba mais

A Organização Internacional do Café (OIC) é um organismo intergovernamental, criado com o apoio das Nações Unidas para servir à comunidade cafeeira internacional. Criada em 1963, a OIC reúne países produtores e consumidores de café e tem sede em Londres.

A cada quatro ou cinco anos, a OIC realiza uma Conferência Mundial do Café. As três primeiras conferências foram realizadas em Londres (2001), Salvador (2005); e Cidade da Guatemala (2010).

 

Deixe seu comentário

Leia mais