Suínos. Granja de suínos.

Brasil avança na negociação para exportar carne suína para a Coreia do Sul

Coreanos entregaram ao Ministério da Agricultura a proposta de requisitos sanitários para importação do produto

A primeira secretária da Embaixada da República da Coréia, Sewon Kim, entregou a proposta dos requisitos sanitários para a exportação da carne suína brasileira à secretária de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tatiana Palermo.

 

“É um avanço muito grande nas negociações que começaram em 2004, quando a Coreia do Sul ainda tinha uma legislação que não reconhecia a regionalização para a febre aftosa e exigia que o país como um todo fosse livre da doença”, enfatizou Tatiana Palermo. “Em 2008, o governo coreano alterou sua legislação, reconhecendo o princípio da regionalização e, a partir daí, iniciaram-se as análises de risco para a importação da carne suína brasileira.”

 

O Ministério da Agricultura verificará as exigências propostas pelo país asiático para dar continuidade às negociações. Em seguida, o governo coreano realizará consulta pública e, caso não haja nenhum impedimento, serão publicados os requisitos finais para exportação de carne suína do Brasil para a Coreia do Sul.

 

O passo seguinte é a emissão do certificado sanitário internacional. O Brasil também enviará a lista de estabelecimentos exportadores que cumprem com os requisitos acordados para que os técnicos coreanos possam realizar a missão de auditoria.

 

A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) deve visitar em junho deste ano Seul, capital da Coreia do Sul. A expectativa é que os requisitos finais para a venda de carne suína sejam publicados durante a visita. Para o Brasil, a abertura desse mercado pode resultar em negócios da ordem de US$ 153,6 milhões por ano.

 

Negociações

A secretária de Relações Internacionais do Agronegócio também recebeu, em Brasília, o representante de Taiwan no Brasil, Isaac Tsai. Durante o encontro, Tatiana Palermo lembrou as negociações que estão em andamento para a abertura do mercado de carne de frango brasileira àquele país.

 

A comitiva chinesa convidou a ministra Kátia Abreu para visitar o país e conhecer o sistema de produção agrícola, especialmente de frutas, verduras e legumes. Segundo IsaacTsai, Taiwan tem larga experiência na produção desses produtos para exportação e tem interesse em firmar uma cooperação na área da aquicultura com o Brasil.

 

Deixe seu comentário

Leia mais