DATA: 18/01/2016

Aplicativo vai monitorar lavouras na região do semiárido de nove Estados

A tecnologia permite coletar informações agrometeorológicas, além de dados sobre a área plantada e sobre o andamento da safra

Um aplicativo para celulares vai permitir criar de base de dados para o desenvolvimento de projetos de interesse social, entre eles o do Sistema de Previsão de Risco de Colapso de Safras na Agricultura Familiar do Semiárido do Brasil.

 

Com a ferramenta, batizada de AgriSupport, pequenos produtores da agricultura familiar podem fazer o registro fotográfico georreferenciado da área plantada e coletar informações sobre o plantio, com o apoio dos extensionistas rurais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG).

 

O projeto, que terá início em Montes Claros (MG), vai coletar informações sobre espécies e variedades cultivadas, datas de plantio e, principalmente, sobre a distribuição espacial das culturas agrícolas no semiárido.

 

Monitoramento de secas 

O aplicativo AgriSupport faz parte de um projeto desenvolvido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em parceria com o International  Institute for Applied Systems Analysis (IIASA) e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

 

Minas Gerais possui 39 municípios nas áreas rurais do semiárido brasileiro, localizadas nas regiões norte do estado e no Vale do Jequitinhonha. O projeto também prevê a instalação de equipamentos de monitoramento agrometeorológico, chamadas de Plataforma de Coleta de Dados (PCDAgro e PCDAqua).

 

Presença em nove Estados

Além de Minas Gerais, estão sendo instaladas PCDs nos Estados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe. Esses equipamentos enviarão dados ao Cemaden sobre as condições agrometeorológicas, o que permitirá ampliar o monitoramento do semiárido brasileiro.

 

 


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.