DATA: 20/10/2015

Agroindústria familiar aumenta produção de leite de 800 para 3 mil litros

A capacidade produtiva da empresa Fabian Lacteos, do Rio Grande do Sul, cresceu mais de 300% em cinco anos

A família Fabian-Wziontek, de Barão do Cotegipe, município do Rio Grande do Sul, percebeu na agroindústria um bom negócio. Além da geração de emprego, o aumento da renda foi mais um fator que levou os integrantes da família a empreender. Dispostos a colocar a mão na massa, eles criaram a Fabian Lacteos que, em cinco anos, aumentou a capacidade produtiva em 375%.

Quando começaram, em 2007, os trabalhos eram realizados de forma caseira. A pasteurização do leite “in natura” – conhecido como leite cru – e a fabricação de queijos e bebidas lácteas eram as principais atividades do negócio. Inicialmente, a produção mensal era de 800 litros de leite pasteurizado e 100 kg de queijo. Com a adaptação para uma pequena indústria, a produção passou para 3.000 litros de leite e 500 kg de queijo por mês.

“No começo da empresa, iniciou-se a venda focada no leite. A comercialização era feita nos mercados, em feiras, nos hospitais e nas escolas. Aos poucos, com aumento da procura por queijo e bebida láctea, a agroindústria foi mudando o foco, ampliando a produção”, explica Edinéia Fabian, que dedica tempo integral à empresa da família.

Em busca de produtos feitos de acordo com as normas de processamento, promovendo o sabor tradicional e com o aproveitamento de mão de obra própria em todas as fases da industrialização, a família procurou os serviços do Sebrae (RS). Como a Fabian Lacteos não era devidamente registrada, ela passou a contar com o Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M). O serviço controla a qualidade dos produtos de origem animal, monitora e inspeciona o local e a higiene dos procedimentos.

A convite da Secretaria Municipal, a empresa aderiu ao projeto coletivo do Sebrae (RS) Desenvolver Sistemas Agrofamiliares da Região Norte que, durante dois anos, proporcionou cursos, visitas técnicas e consultorias gerenciais e tecnológicas. Diante dessas capacitações, surgiu a oportunidade de um novo produto: o doce de leite.

Para ter certeza de que a prática dessa ideia traria resultados positivos, as consultorias Sebraetec entraram em ação. De acordo com o presidente da instituição, Vitor Augusto Koch, as consultorias são mais uma ferramenta que aprimora processos e produtos, como também insere a inovação nos empreendimentos e, consequentemente, no mercado.

Por apresentarem, novos produtos e a preocupação com a qualidade, com as boas práticas de fabricação e com a família envolvida na produção, os integrantes da pequena empresa sonham em desenvolver alimentos diferenciados no mercado e consagrar a Fabian Lácteos na cidade natal e em toda a região Norte.

Com informações do Sebrae-RS.


Comente essa notícia.

Faça seu cadastro ou login gratuito para enviar comentários.

Leia mais