Grãos de soja.

Abiove e Famasul planejam ações do programa Soja Plus para 2016 e 2017

Entidades vão realizar o planejamento estratégico do Soja Plus no Mato Grosso do Sul

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul (Famasul), Mauricio Saito, reúne-se nesta quinta-feira (14) com o gerente de sustentabilidade da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Bernardo Pires, para realizar o planejamento estratégico do Soja Plus no estado, neste e no próximo ano. A Abiove é a coordenadora nacional do Soja Plus.

 

Bernardo Pires adianta que haverá ampliação do módulo ambiental do Soja Plus no MS, o programa de melhoria contínua de gestão das propriedades rurais do ponto de vista econômico, social e ambiental. Nesse sentido, uma atividade que será reforçada é a relacionada com cursos e palestras sobre o novo Código Florestal e seus pilares – o Cadastro Ambiental Rural (CAR), cujo prazo final para inscrição é 5 de maio, e o Programa de Regularização Ambiental (PRA).

 

Abiove e Famasul também falarão sobre como implementar o financiamento a produtores via Fundems – Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja de Mato Grosso do Sul. O Fundems proporciona melhorias no processo de produção, armazenamento, comércio e transporte de grãos. Os recursos são utilizados para o financiamento de projetos e programas de pesquisa que viabilizem a sustentabilidade das atividades agrícolas. O objetivo é diminuir danos ao meio ambiente, à fauna e à saúde humana, além do desenvolvimento da economia local. Fato recente que será tema da reunião com a Famasul é o memorando de entendimento entre a Abiove, a Aprosoja/MT e a China Soybean Industry Association.

 

O acordo de cooperação com os chineses irá fortalecer o Soja Plus. A entidade chinesa, que reúne 700 membros, reconhece o programa de gestão, hoje implantado em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia, como de importância estratégica para a produção sustentável de soja. A China é a principal cliente da oleaginosa produzida no Brasil. Após o encontro com Mauricio Saito, pela manhã, Bernardo Pires terá uma reunião com a equipe que atua no Soja Plus no Mato Grosso do Sul – o coordenador, Raul Roa, e Justino Mendes de Aquino, coordenador de linha temática.

 

No Mato Grosso do Sul, 5º maior produtor de soja do Brasil, o Soja Plus começou em 2013. No estado, 180 produtores rurais foram capacitados e receberam orientação técnica nas próprias fazendas sobre como melhorar a gestão ambiental, social e econômica. Os trabalhos de campo estão sendo realizados nos municípios de Amambai,Aral Moreira, Bonito, Caarapó, Chapadão do Sul, Costa Rica, Dourados, Itaporã, Laguna, Caarapã, Maracajú, Naviraí, Ponta Porã, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia e Sonora.

 

Até o momento, foram beneficiados 3.522 funcionários nas fazendas. O Soja Plus realizou seminários em 12 municípios sobre os objetivos do programa, legislação trabalhista rural – NR31, Cadastro Ambiental Rural e adequação de construções rurais. Participaram desses eventos 639 produtores e gerentes de fazendas.

 

O Soja Plus é oferecido sem custos ao produtor rural, que recebe capacitação sobre saúde e segurança no trabalho, normas trabalhistas e sobre o novo Código Florestal. O programa fornece materiais, como placas informativas afixadas nas propriedades, videoaulas e manuais técnicos. Além das visitas técnicas individuais às fazendas, o Soja Plus aplica checklists com indicadores socioambientais que verificam o grau de cumprimento pela propriedade das instruções recebidas por seus responsáveis.

 

 

Deixe seu comentário

Leia mais